Gênero

Documentário

Tipo  
Material original 35mm, COR, 10min
Data e local de produção  
Argumento/roteiro Rachel Sisson
Produtor Rachel Sisson
Produtor Associado  
Diretor Rachel Sisson
Diretor de fotografia Renato Neumann
Montagem Renato Neumann
Narração  
Laboratório Líder Cinematográfica

Estúdio de som

Helio Barrozo
Certificados  
INC  

 

A cultura cafeeira na região do Vale do Paraíba, no Estado do Rio de Janeiro, foi o principal esteio da economia nacional durante uma larga faixa do século XIX, no decorrer da qual coexistiram o período imperial - com seus barões do café - a utilização da mão de obra escrava e, na arquitetura, a preponderância do estilo neoclássico.Nessa região restam ainda muitas fazendas, as quais, mesmo quando já desfalcadas de algumas de suas dependências características, são, ainda, marcos imponentes e valiosos, lembrando o fausto e o apogeu da antiga província fluminense.O conjunto dessas fazendas pode ser considerado como o que de mais peculiarmente expressivo possui o Estado do Rio de Janeiro em termos de patrimônio construído representativo de um ciclo econômico.Neste documentário, às imagens da Fazenda Belém, em São José do Rio Preto, sobrepõem-se as reminiscências, em som direto, da antiga proprietária, que relembra fatos relativos à cultura do café, à escravidão e a diferentes momentos da vida cotidiana.